EDITORIAL


Poucos conseguem perceber de imediato a relação entre as ferramentas e o segmento médico. Quando ingressei na empresa, fui designado ao departamento de ferramentas de metal duro. Na primeira palestra que assisti, lembro-me da imagem de uma faca sendo utilizada para descascar uma maçã. O palestrante explicou que a maçã representava a peça usinada e a faca representava uma ferramenta de corte. Aplicando este exemplo ao segmento médico, o corpo humano seria a peça usinada e o bisturi seria a ferramenta de corte. De fato, as ferramentas voltadas para a indústria médica têm uma aplicação bastante abrangente, como a fabricação de equipamentos médicos, peças terapêuticas para implante no corpo e outros instrumentos usados em procedimentos médicos.

Há alguns anos, minha sogra teve problemas no quadril e teve que passar por uma cirurgia. Durante a explicação sobre a cirurgia, o médico disse que “uma pequena placa de titânio, um material resistente à corrosão, seria fixada com parafusos“. Enquanto eu ouvia as explicações sobre a cirurgia, eu me perguntava se esta placa teria sido usinada com as nossas ferramentas ou de concorrentes.

Temos orgulho de contribuir para o tratamento de doenças e ferimentos, minimizando as dores e colaborando para a melhoria da qualidade de vida dos pacientes. Nem tudo é motivo de comemoração quando pensamos na situação dos pacientes. Mas estamos muito entusiasmados com a possibilidade de ajudá-los através do nosso trabalho como fabricante de ferramentas de corte. Nosso objetivo é continuar contribuindo para o avanço no segmento médico, proporcionando as melhores soluções e serviços.


Fumio Tsurumaki

Presidente da Advanced Materials & Tools Company
Diretor Executivo da Mitsubishi Materials Corporation

Página principal